layout

Concurso do BNDES

Concurso do BNDES

BANDES-TÉCNICO BANCÁRIO
BANDES
TÉCNICO BANCÁRIO

Concurso para técnico: 2º grau, com R$4.759 mensais

O concurso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estava sendo muito aguardado pelos concurseiros, pois sem dúvidas é uma das grandes oportunidades de ingressar no serviço público federal este ano.

Porém os estudantes devem aguardar um pouco mais e aconselho a  redirecionar seus estudos para outro concurso. Minha dica leiam esse post: http://geniodamatematica.com.br/como-passar-em-concursos-publicos/

O edital que estava previsto para ser divulgado a partir de junho.  O órgão divulgou nota, nesta segunda-feira, dia 23, confirmando que os preparativos para nova seleção estão suspensos, por tempo indeterminado.

Para saber mais, clique no link abaixo!

BANDES
TÉCNICO BANCÁRIO

O concurso é marcado por diversos atrativos: boas remunerações, de R$4.759,23 para técnico administrativo (nível médio) e R$12.022,85 para profissional básico (superior), amplo pacote de benefícios, incluindo auxílio-alimentação e auxílio-refeição, entre outros, e carga de trabalho reduzida, de apenas 35 horas semanais.Os interessados, portanto, devem aproveitar a divulgação antecipada da seleção, estudando com antecedência, a fim de garantir a melhor classificação possível e a contratação imediata, já que as seleções da instituição visam à formação de cadastro de reserva, cujo limite de cadastrados geralmente é divulgado. Enquanto concurseiros estudam, o BNDES prepara a seleção.

Cargo e Salário

Técnico administrativo, que exige o nível médio e proporciona rendimento de R$4.759,23, incluindo vencimento de R$3.396,38, auxílio-alimentação de R$397,35 e auxílio-refeição de R$965,50, e profissional básico, para graduados em áreas específicas, com remuneração de R$12.022,85, somando salário-base de R$10.660 e os auxílios citados.

 

Veja os prováveis cargos do próximo concurso

Profissional Básico Administração – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Administração, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Registro Profissional no Conselho Regional de Administração – CRA. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Análise de Sistemas – Desenvolvimento – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior em Análise de Sistemas, ou em Tecnologia da Informação, ou em Sistemas de Informação, ou em Processamento de Dados, ou em Ciência da Computação, ou em Engenharia da Computação, ou em Engenharia de Sistemas, ou Bacharelado em Informática; ou ainda, diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação completo nas áreas de Ciências Exatas ou de Engenharias com curso de pós-graduação (lato ou stricto sensu) em Informática, ou em Análise de Sistemas, ou em Tecnologia da Informação, ou em Sistemas da Informação, ou em Processamento de Dados, ou em Ciência da Computação, ou em Engenharia da Computação ou em Engenharia de Sistemas, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Análise de Sistemas – Suporte – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, em Análise de Sistemas, ou em Tecnologia da Informação, ou em Processamento de Dados, ou em Ciência da Computação, ou em Engenharia da Computação, ou em Engenharia de Sistemas, ou em Engenharia Eletrônica, ou em Engenharia de Telecomunicações, ou Bacharelado em Informática; ou ainda, diploma(s) ou certificado(s) de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior na área de Ciências Exatas com especialização ou Pós-Graduação em Informática, ou em Análise de Sistemas, ou em Tecnologia da Informação, ou em Processamento de Dados, ou em Ciência da Computação, ou em Engenharia da Computação, ou em Engenharia de Sistemas, ou em Engenharia Eletrônica, ou em Engenharia de Telecomunicações, expedido(s) por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Arquitetura – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Arquitetura e Urbanismo, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Registro Profissional no Conselho de Arquitetura e Urbanismo – CAU. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Arquivologia – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Arquivologia, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro profissional conforme dispõe o artigo 4º da Lei nº 6.546, de 04 de julho de 1978.

Biblioteconomia – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Biblioteconomia, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e Registro Profissional no Conselho Regional de Biblioteconomia – CRB. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Comunicação Social – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Comunicação Social, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Contabilidade – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Ciências Contábeis, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e Registro Profissional no Conselho Regional de Contabilidade – CRC. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Direito – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Direito, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Registro Profissional na Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

Economia – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Ciências Econômicas, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Registro Profissional no Conselho Regional de Economia – CORECON. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Engenharia – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Engenharia, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Registro Profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Psicologia – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de graduação de nível superior, bacharelado, em Psicologia, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e Registro Profissional no Conselho Regional de Psicologia – CRP. O registro deverá ser obtido no Conselho Regional com jurisdição no local onde o candidato venha a ter seu domicílio profissional.

Técnico Administrativo – diploma ou certificado de conclusão, devidamente registrado, de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Técnico administrativo: veja programa anterior

Para orientação daqueles que pretendem concorrer a uma vaga de técnico administrativo do BNDES, FOLHA DIRIGIDA publica abaixo o programa da última seleção, realizada em 2012, que deve ser utilizada como base de estudo, segundo especialistas, por quem vai participar do novo concurso:

LÍNGUA PORTUGUESA: Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Crase. Flexão nominal e verbal. Emprego das classes e palavras. Emprego de tempo e modo verbais. Vozes verbais. Concordância verbal e nominal. Regência nominal e verbal. Análise Sintática: coordenação e subordinação. Pontuação. Interpretação de texto.

MATEMÁTICA: 1 – Noções de estatística – Apresentação de dados. População e amostra. Distribuição de frequências. Probabilidade. Medidas de posição e de dispersão. Números-índices. 2 – Noções de Contabilidade – Princípios contábeis. Conceitos. Campos de aplicação da contabilidade. Patrimônio. Origem e aplicação dos recursos. Escrituração contábil. 3 – Matemática – Números inteiros, racionais e reais. Problemas de contagem. Sistema legal de medidas. Problemas envolvendo as quatro operações nas formas fracionária e decimal. Razões e proporções. Divisão proporcional. Regra de três simples e composta. Porcentagens. Equações e inequações de 1o e 2o graus. Sistemas lineares. Funções e gráficos. Sequências numéricas. Múltiplos e divisores. Máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum. Juros simples e compostos. Capitalização e operações de desconto. Equivalência de capitais. Taxa de juros: nominal, efetiva, equivalente, real e aparente. Raciocínio lógico.

e_01

LÍNGUA ESTRANGEIRA: Conhecimentos básicos. Interpretação de textos. Vocabulário. Aspectos gramaticais.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS SOBRE BNDES: Lei 4.595 de 31/12/1964. Sistema Financeiro Nacional: artigos 1o, 17o, 18o, 22o ao 24o. Lei 5.662 de 21/06/1971: artigos 1o, 3o, 5o, 6o e 10o. Estatuto Social do BNDES (aprovado pelo Decreto 4.418 de 11/10/2002): artigos de 1o ao 10o.

CONHECIMENTOS GERAIS: Política, Economia, Educação, Tecnologia, Energia, Relações Internacionais, Ecologia e Cidadania.

Benefícios

O real motivo desse concurso ser muito concorrido é o pacote de benefícios oferecidos:

auxílio-alimentação, auxílio-refeição, programa de assistência educacional de R$829,55 por filho, ou seja, auxílio-acompanhante, creche e ensinos fundamental e médio, plano de saúde (assistências médica, hospitalar e dentária), vale-transporte, variável de acordo com a localidade, e plano de previdência complementar, por meio da Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES (Fapes). No concurso de 2012, foram realizadas quase mais de 200 convocações. Até a últma contagem tínhamos:  51 para técnico administrativo e 177 para profissional básico.

Último Concurso

No último concurso, em 2012, os candidatos a técnico administrativo foram avaliados por meio de 70 questões objetivas, sendo 25 de Língua Portuguesa, 25 de Matemática, oito de Língua Estrangeira, seis de Conhecimentos Específicos sobre o BNDES e seis de Conhecimentos Gerais, estrutura que deve ser mantida. Já os concorrentes a profissional básico responderam ao mesmo número de questões, sendo 30 de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa e Língua Estrangeira) e 40 de Conhecimentos Específicos, além de cinco questões discursivas de conteúdo específico. O BNDES contrata pelo regime celetista.

O que fazer?

Quem quer realmente trabalhar no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) pode começar agora e fazer uma excelente preparação. Podemos ter mais de quase um ano para isso. Esse tempo de estudo é mais do que suficiente para quem tem o sonho de ingressar nessa carreira. Aqueles alunos que fizerem um bom planejamento de estudos, com antecipação terão suas chances aumentadas exponencialmente.

Não é uma questão de sorte e sim de dedicação. O cargo de técnico administrativo, de nível médio, é relativamente simples, o que ajuda o candidato. “O volume das disciplinas é simples e há tempo disponível para estudar. O candidato que tem dificuldades com as disciplinas exatas certamente ficará para trás, mas com dedicação tudo fica mais fácil. Nã esqueça da prova de Inglês. Procure melhorar o seu vocabulário, pois a prova tem muita interpretação de texto.

 

Para saber mais sobre material didático e Edital clique no link abaixo

BNDES
TÉCNICO ADMINISTRATIVO